quarta-feira, 20 de junho de 2018

Amor tranquilo

Resultado de imagem para amor

É comum se perguntar a alguém o que é o amor, e ouvir que amor é um sentimento avassalador, desesperado, que consome não só muito tempo como a alma. Mas considero isso uma inverdade sobre o que é realmente o amor, parece mais uma confusão de não saber lidar com os próprios sentimentos, não ter amor próprio para saber que o mundo não deve se resumir em uma única pessoa.
Amor deve ser um sentimento calmo, tranquilo, que traga a segurança de saber que haja o que houver a outra pessoa vai estar lá, ter o desejo de envelhecer juntos, não precisar provar a cada segundo o seu sentimento, que apenas um olhar basta para saber o sentimento há ali, estar com alguém que lhe traga paz...
Amar não deve ser uma guerra entre o que sente pelo outro e o que sente por si próprio, é um sentimento que vem para acrescentar e não para confundir.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

E onde foi parar o me principe?!!

Imagem relacionada
Sabe qual o problema dos dias de hoje dos homens?! Eles permanecem com o pensamento de décadas passadas, que agem como idiotas. O mal maior é se casarem e ao invés de uma esposa buscam uma segunda mãe, que cuidem deles, que lavem para eles, que cozinhem para eles, que os divirtam e claro que estejam sempre lá para eles, quase como uma devotada a eles. Porque eles adoram sair para beber com os amigos, mas nunca tem tempo de lavar a louça, tem disposição para o futebol de fim de semana, mas não para sair com a esposa, adora se divertir e admirar as moças na rua, mas valorizar o que tem em casa nem em sonho. Dinheiro para cervejinha não pode faltar, para comprar uns chocolates como um mimo há quem cuida dele é jogar dinheiro fora.  
E ai temos milhões de mulheres tristes e insatisfeitas, que não podem ver um gesto de carinho que se derretem e acaba por se entregar por tão pouco, é quase um ser de outro mundo que saiu de um conto de fadas, mas não isso deveria ser comum.
Qual o problema dos homens de lavar louça, de ajudar nos afazeres da casa, de consertar as coisas na casa e não achar que foi quase um salvamento da humanidade e sim sua obrigação. Porque é sim obrigação zelar pela casa, agir como um homem e não como um filho barbado, ter atitude e obvio cuidar da esposa.
Ser homem não torna nem melhor, nem pior e nem precisa manter essa posse de machão frente aos amigos para parecer o portador de toda testosterona do universo, não espere que sua esposa haja como sua empregada e sirva seus convidados, levante e faça você mesmo.
Homem que merece respeito é aquele que sabe fazer a mulher ao seu lado se sentir especial, sentir feliz por ser sua, não como objeto mas como sua companheira e amante. Homem não é comparecer na cama, pois pra isso tem vários candidatos, mas para dividir o dia, a rotina, os altos e baixos como um cavalheiro, isso sim é extremamente raro.

Tristeza, uma velha amiga

Eu só preciso falar, nem que seja apenas uma vez, mesmo que seja escrevendo isso precisa ser expressa, não sei se serei capaz de expressar tudo que esta aqui dentro, mas é a minha melhor tentativa. Pois tentei ignorar, fingir que tudo estava bem, que não há nada com que preocupar afinal já vai passar, contudo não passou.
Não sei porque ou como ela chegou, mas se instalou em mim e vem permanecendo de forma a fazer parte dos meus dias de todos os meus momentos, quando menos se espera ela esta ali dizendo OI. Juro que tentei ignorar ou esquecer, mas de nada adiantou só há fez crescer, de forma que agora é explicito em meu rosto que ela fez morada em mim. 
Tenho duvidas se há trato como uma inimiga ou uma velha amiga, já que é ela que esta sempre comigo, me companha a um longo tempo. Talvez se eu parar de lutar contra ela e a acolhe-la como uma velha companheira o encargo torne mais fácil, mais leve e assim possa conviver com ela.
Pois tudo que desejo é conseguir acordar pela manhã e não sentir que meu coração esta destroçado, e sentir os olhos marejarem de água, por comum que esta situação tenha se tornado em meus dias, não se torna mais fácil carregar este fardo, o cansaço só faz ele ser cada dia mais e mais pesado.
Mas quem é essa ELA? Quem mais seria, a triste! A velha companheira que todos conhecem, alguns estão com ela só de passagem, outros com ela acompanhado sempre, tornando uma conhecida fiel, muito familiar e pode ate trazer o conforto de ao menos saber que não esta só.   

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Meu mundo imaginario 2

Resultado de imagem para meu mundo imaginario
Eu me afundo em um mundo onde é só meu, minhas regras, meus finais felizes, minha realidade alternativa. Um lugar só meu, onde ocorre sem decepções constantes, sem lagrimas ou corações partidos... Meu mundo imaginário é especial, porque tudo é melhor, eu sei exatamente como vai acabar e posso mudar e remudar todos finais ate eles serem realmente felizes.
Sei que pode parecer loucura, mas quando tudo vai mal aqui na minha cabeça no meu coração, naturalmente começo a fantasiar historias que não tem nem um fundo de realidade. Isso talvez aconteça para facilitar a turbulência do mundo real. O constante acumulo de decepções, de tristeza, de problemas sufocam, eu preciso de um escape, mesmo que seja por alguns minutos do dia, imaginar um mundo mais simples, só pra conseguir levantar da cama mais um dia e sobreviver, torcendo para as coisas melhorarem.
Pode com ser a maneira correta de superar os problemas, mais foi o único meio que encontrei para não enlouquecer. Eu preciso disso, para respirar, sonhar que o mundo pode ser melhor ou só sonhar que sou outra pessoa com outra vida, e que nesse mundo as coisas realmente acabam bem, com finais felizes.
Não desejo um conto de fadas de forma alguma, só desejo uma vida mais simples onde as pessoas sejam sinceras, sem uma constante disputa de ego, onde se quer menosprezar o outro para sua própria felicidade.
Meu mundo imaginário, é minha válvula de escape, meu refugio, meu apoio para sobreviver.

sábado, 30 de setembro de 2017

Recomeços

Resultado de imagem para recomeço

É difícil colocar fim em alguns ciclos da nossa vida, compreender que acabou, perceber que não mais volta. Não é por que somos cegos ou algo do tipo, mas é um desejo imenso que há dentro de nós, querendo que tudo funcione, existe um medo enorme da perda, do desconhecido. E algumas vezes esse medo paralisa, faz com que não haja progresso nos nossos sonhos, metas, anseios... Vamos deixando para traz coisas que desejávamos só para poder não partir ao desconhecido.
E é muito curioso que com o avançar da idade, nos tornamos mais acomodados com a nossa situação. Mas isso não funciona muito, afinal o destino nos impulsiona o tempo todo para que desbravemos o desconhecido, conhecer novas pessoas, estar em novos lugares, fazer coisas que nunca imaginamos e por ai vai. E sabe o que me intriga é que apesar de evitarmos tudo, existe sempre uma voz lá dentro gritando para que venha o novo, e quando finalmente descobrimos o quanto o novo é bom, há nunca mais queremos voltar a estagnação...